Condução e fibromialgia. O que você deve estar ciente de

Condução Com Fibromialgia

O estresse é um gatilho para muitas condições, e a fibromialgia é uma delas. O estresse é um gatilho comum de surtos, e dirigir é um fator estressante que pode causar sintomas de fibromialgia, especialmente se você ficar preso no trânsito que dificulta chegar em casa ou chegar a tempo. Além de ser estressante, dirigir requer que você se sente em posição e se mova de maneira que possa piorar sua dor.

Trens, ônibus e táxis são opções em muitas cidades, mas o transporte público vem com seu próprio estresse e não está disponível em todos os lugares. Muitas pessoas com fibromialgia não podem andar ou pedalar muito longe sem dor, e conseguir uma carona nem sempre é uma tarefa fácil.

Como resultado de tudo isso, você pode não conseguir evitar dirigir – especialmente se estiver trabalhando. Felizmente, existem algumas coisas que você pode fazer para lidar melhor com situações de condução estressantes.

Os riscos de dirigir com fibromialgia

  • Aumento da dor –  Sentado na mesma posição por períodos prolongados de tempo pode causar dor e desconforto. Ele não permite a circulação sanguínea adequada, e sentar em um ponto pode apertar os nervos das pernas, causando mais dor.
  • Superestimulação –  Qualquer tipo de superestimulação que ocorra em carros velozes, o ruído, o tráfego intenso e outros estímulos sensoriais visuais e auditivos podem ser adicionados ao estresse do paciente com fibromialgia.
  • Névoa fibrosa – Névoa  fibrosa, ou problemas cognitivos associados à fibromialgia, podem dificultar a atenção para a estrada. Isso pode fazer com que ficar atrás do volante seja perigoso não só para você, mas para outros motoristas.

Coisas que você pode fazer para ajudar

Se precisar dirigir, você pode fazer alguns ajustes e melhorar sua experiência, proporcionando uma experiência de direção mais segura.

Tenha uma boa noite de sono

É imperativo dormir bem a noite antes de dirigir, para que você não esteja exausto no dia seguinte. Isso ajudará a evitar o torpor, o que pode causar um problema de segurança para você e outras pessoas na estrada.

Se você achar que está extremamente cansado, veja se consegue que outra pessoa dirija por você. Verifique com seu médico sobre a obtenção de medicação para ajudá-lo a dormir ou experimente o suplemento melatonina para uma melhor noite de descanso.

Planeje sua rota

Descubra onde você está indo e planeje sua rota antes do tempo. Você vai querer encontrar a rota que é menos provável que tenha tráfego ou obstáculos como a construção.

Se você tem GPS, use-o, pois isso elimina um pouco do estresse de ter que lembrar onde você está indo. Além disso, há aplicativos para o seu telefone que podem informar a aparência do tráfego nas principais rodovias e interestaduais, para evitar engarrafamentos.

Certifique-se de que você é confortável

Assegure-se de que seu assento está confortável e de que sua postura está correta enquanto dirige – procure ficar sentado do mesmo jeito que faria em uma mesa. Você pode ter que ajustar seu assento e espelhos para conseguir isso. Se você ainda estiver desconfortável depois de fazer ajustes, experimente um apoio para a cabeça diferente ou use uma almofada ou suporte para as costas.

Tome Breaks

Se você estiver dirigindo por um longo período de tempo, faça pausas regulares para sair e alongar, e para descansar os olhos e o cérebro por um tempo.

Considere alternativas

Se você está achando que a direção lhe causa muita dor, ou se fica muito desorientado enquanto está atrás do volante, procure opções de transporte alternativas.  Você pode querer organizar um carpool para o trabalho, descobrir com que frequência você pode pagar o táxi, ou, se você não tem muito para onde ir, considere uma scooter de mobilidade.

Se você não estiver com vontade de dirigir, não. Sua segurança, e a de todos os demais na estrada, é muito mais importante do que chegar ao seu destino.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *